Em formação

Mitos sobre a primeira visita das crianças ao dentista

Mitos sobre a primeira visita das crianças ao dentista

Quando um pai pede primeira vez para consulta Para levar seu filho à clínica você precisa perguntar o motivo da consulta.

Os motivos são diversos: porque tem cáries, porque tem com medo ao dentista, porque ele tem 4 anos e me recomendaram levá-lo pela primeira vez ... Esses motivos me fazem pensar que existe um falta de conhecimento de pais na idade certa para ir ao dentista com seus filhos, e você tem que saber que atualmente é considerado um dos fatores (claro que não o único, já que a cárie é uma doença multifatorial) relacionado ao aparecimento de cárie dentária Nas crianças.

Portanto, eu quero dar a você uma série de dicas importantes sobre a primeira visita de uma criança ao dentista e desvende alguns mitos sobre a primeira visita de uma criança ao dentista.

Existem muitos mitos Sobre a primeira visita das crianças ao dentista a ser revelada. Aqui você tem alguns questões que os pais sempre fazem comigo na primeira consulta ao dentista com seus filhos.

1- A criança deve ir ao dentista a partir dos 3 ou 4 anos.

Falso. Até alguns anos atrás, a recomendação era ir ao dentista pela primeira vez por volta do 3-4 anos de idade, já que nessa idade a criança tem todos os seus dentes na boca e capacidade suficiente para compreender e se adaptar à prática odontológica.

Hoje essa realidade mudou, e toda criança deve ir ao dentista pela primeira vez após a erupção do primeiro dente ou durante o primeiro ano de vida. Lembre-se sempre desta fórmula 1 + 1 = 0 (a primeira visita ao dentista com a erupção do primeiro dente resultará em zero cáries).

2- As crianças apresentam cáries a partir dos seis anos.

Falso. Há uma porcentagem preocupante de crianças com cárie de início precoce, que aparece em crianças menores de seis anos. E já está sendo considerado um problema sério de saúde pública, não só pela frequência, mas também pelas consequências físicas significativas e pelas repercussões socioeconômicas que acarretam.

3- Você tem que ir ao dentista quando um dente incomoda a gente.

A primeira e mais importante coisa é fazer uma mudança drástica de pensamento, então nunca se esqueça dessa frase, "você tem que ir ao dentista não porque um dente dói, mas para que nunca dói."

A primeira visita ao dentista é para estabelecer um "Dental Home" adequada e eficaz, ou seja, uma relação estreita e permanente entre odontopediatra-criança-família, a fim de estreitar vínculos, educar e manter uma boa saúde bucal desde a infância.

Na primeira visita, um Exame clínico da boca da criança, será feita uma avaliação individual do risco de cárie, os pais receberão orientações precoces sobre dieta e higiene dental e serão agendadas as revisões periódicas necessárias.

4- Posso te levar a algum tipo de dentista?

Faça esta reflexão, se você não leva seu filho ao mesmo médico, por que você vai levá-lo ao mesmo dentista? Por isso, da mesma forma que a Pediatria existe na Medicina, a figura do Dentista Pediátrico (dentista infantil) surgiu com uma finalidade muito especial dentro da Odontologia.

A prática da Odontopediatria é regida por um filosofia básica mas fundamental, "a capacidade de tratar a criança, não o dente". As crianças apresentam uma série de aspectos (idade, personalidade, emoções, experiências anteriores, etc.), que influenciam significativamente na sua capacidade de enfrentar uma primeira consulta odontológica. Portanto, é o Dentista Pediátrico que tem o domínio da orientar a criança através dos diferentes procedimentos odontológicos e consequentemente, promover uma atitude e comportamento dentário positivo que os guie para uma boa saúde oral na idade adulta.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Mitos sobre a primeira visita das crianças ao dentista, na categoria Assistência Odontológica Presencial.


Vídeo: Como arrancar um dente de leite (Janeiro 2022).